Dicas Para Ensinar Phrasal Verbs

Algumas Dicas Para Ensinar Phrasal Verbs

Se você ensina ensina inglês em um curso ou colégio, ou dá aula particular, você sabe que os phrasal verbs podem ser um desafio para aprender. Não apenas existem milhares deles, mas a maioria dos phrasal verbs tem vários significados e usos. E mesmo quando alguns alunos memorizam as definições desses verbos e as entendem passivamente, eles ainda lutam com o uso deles em suas conversas. A maioria dos estudantes fica frustrada e conclui que os phrasal verbs são impossíveis de aprender. Por isso resolvi escrever algumas dicas para ensinar phrasal verbs.

O fato é que, sem um conhecimento sólido dos phrasal verbs, os alunos podem ter dificuldade em entender o inglês falado. Expressar confortavelmente pensamentos também pode se tornar frustrante, porque às vezes um phrasal verb é simplesmente a maneira mais natural de expressar uma ideia.



Então, como podemos ajudar nossos alunos a superar o desafio de usar os phrasal verbs?

Parte do problema está na maneira como os phrasal verbs são ensinados em alguns cursos e manuais tradicionais de inglês. Listas enormes e suas definições são a maneira mais rápida de confundir os alunos. De fato, estudos mostram que nosso cérebro só pode compreender até sete informações novas por vez.

Agrupar os phrasal verbs por um verbo em particular é igualmente ineficaz. Por exemplo, geralmente vemos listas como esta:

  • Take on
  • Take over
  • Take up
  • Take down
  • Take in

O problema dessa abordagem é que todas as palavras têm a mesma aparência, mas têm significados totalmente diferentes. Nossos cérebros dependem muito de fazer conexões para compreender e digerir novas informações. E, naturalmente, os alunos tentam fazer essa conexão com ‘take’, mas logo descobrem que não há absolutamente nenhum vínculo lógico entre esses verbos frasais, e isso é confuso!

Então, o que podemos fazer para tornar mais fácil para nossos alunos aprender phrasal verbs e superar o medo de usá-los?

1 – Agrupe os phrasal verbs por partícula

Em vez de agrupá-los por um verbo específico, demonstrar a lógica por trás das partículas pode ajudar os alunos a estabelecer conexões relevantes. Vamos usar ‘up‘ como exemplo. Você pode mostrar a seus alunos que ‘up‘ pode indicar algumas coisas diferentes. Por exemplo, nos casos de ‘esgotar-se’, ‘secar’ e ‘desistir’, isso pode significar que algo está completo ou que atingiu um limite.

Você pode aprender mais sobre esse método lendo Uma abordagem global para o ensino de phrasal verbs. Neste artigo, explico o conceito de ensinar phrasal verbs em mais detalhes e forneço vários exemplos e ideias sobre como aplicá-los.

2 – Agrupe os phrasal verbs por tópico

O agrupamento dos phrasal verbs por tópico também é uma ótima maneira de ajudar os alunos a construir as conexões necessárias. Por exemplo, você pode escolher um grupo de phrasal verbs comumente usados ​​para falar sobre amigos ou ​​para descrever relacionamentos e depois construir uma aula em torno deles. Isso dá aos alunos a oportunidade de praticar o uso desses verbos em um contexto, o que pode torná-los mais relacionáveis ​​e mais interessantes para aprender. Ao relacionar o que aprendem a situações e emoções reais, os alunos transformam o conhecimento passivo em vocabulário ativo que podem ser usados ​​em conversas e discussões.

No final da aula ou como dever de casa, os alunos podem criar uma história usando os phrasal verbs recém aprendidos. Pode ser ficção, se isso for algo que agrada a eles, ou pode ser um parágrafo simples relacionado à vida deles. Para ilustrar, gostaria de compartilhar um exemplo de um dos meus alunos que criou esta pequena história para praticar o uso de novos verbos frasais que ela aprendeu para descrever amigos:

“Yesterday, I ran into Mathilde, an old friend from high school. We grew apart but I remember nothing could come between us. We never let each other down. She always stuck up for me. I heard from Michel she’s still single. Maybe I should try to fix her up with my brother.”

3 – Apresente os phrasal verbs em um contexto

Outra ótima maneira de ensinar phrasal verbs é apresentando-os em um contexto. Por exemplo, antes de introduzir as definições, você pode imprimir um artigo ou uma transcrição de um vídeo do YouTube e fazer com que os alunos sublinhem todos os phrasal verbs que eles veem. Os alunos podem procurar os diferentes significados deles online ou em um dicionário. Sempre incentive os alunos a lerem muitas frases de exemplo para apoiar o que estão aprendendo. Um excelente recurso que encontrei recentemente é um site chamado Phrasal Verb Demon, que é um projeto de longo prazo destinado a fornecer materiais gratuitos sobre phrasal verbs. Eu adoro este site porque oferece muitos exemplos de frases e também lista colocações comuns.

4 – Torne os phrasal verbs relacionáveis

Por fim, criar perguntas atraentes para ajudar os alunos a usar os phrasal verbs é uma técnica simples, mas eficaz. Por exemplo, depois de ensinar alguns verbos para descrever emoções, você pode criar perguntas de discussão para ajudar os alunos a integrar o que aprenderam.

Aqui estão alguns exemplos:
  1. What makes you light up? When was the last time you saw someone’s face light up?
  2. Tell me about an event that stirred up a lot of controversy in your country.
  3. When you get upset, do you usually freak out or do you keep it inside?
  4. Do bugs freak you out? Are there any animals that freak you out?
  5. Have you ever told off a stranger? Have you ever been told off by a stranger?
  6. What movie cracks you up no matter how many times you’ve seen it?
  7. What’s a song or a movie scene that always makes you tear up?
  8. When life gets stressful, what can we do to avoid taking out our stress on the people closest to us?

Não existe uma fórmula mágica para ensinar phrasal verbs e ajudar os alunos a aprendê-los com sucesso. Mas encontrar abordagens que ajudem os alunos a fazer conexões lógicas e relacionar as novas palavras aos eventos de suas vidas pode ser incrivelmente poderoso.

Espero que você tenha achado essas dicas e recursos úteis e, se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo.



Compartilhe:

Leave a Comment